Poupando na Poupança?

Publicado em 11 de setembro de 2018.

Olá,

 

Quando você pensa em “investir seu dinheiro”, a primeira coisa que vem à cabeça é a poupança? Se sim, está na hora de refletir sobre seus investimentos. Afinal, se tratando de dinheiro e do milagre dos juros compostos, tudo que é feito hoje terá impacto significativo no longo prazo!

Já comentamos aqui sobre a necessidade de pensar seus investimentos como uma pizza, e a importância de sempre manter um colchão de liquidez. Mas temos percebido através de nossos assinantes que muitos só conhecem a poupança, produto extremamente tradicional e de fácil acesso.

Porém, na visão do investidor, é uma opção bastante desvantajosa.

A poupança, apesar de ser isenta de imposto de renda, é mais arriscada, menos rentável e menos eficiente que outros investimentos semelhantes, como o Tesouro Selic, oferecido pelo Tesouro Nacional. Isso mesmo, são todas essas desvantagens!

- Risco: apesar de parecer estranho, é maior o risco de seu banco quebrar do que acontecer isso com o governo.
- Rentável: em cenários de altas taxa básica de juros (acima de 8,5%), a poupança tem ganho limitado! Em cenários de baixas taxas de juros, ela nunca vai render mais que o Tesouro Selic.
- Eficiente: a poupança só tem rendimento no aniversário mensal, ou seja, a cada 30 dias! Tirando no 29º você não ganha absolutamente nada!

Por outro lado, para ter acesso a métodos mais eficientes, você precisará INVESTIR tempo para viabilizar novas alternativas.

Está curioso para saber mais? Entre em nosso site e assine nossa newsletter gratuita. Nos envie suas dúvidas e fique por dentro das melhores dicas de economia inteligente, estratégia de investimentos e empreendedorismo.

Continue nos acompanhando nas redes sociais.

Abraços,

Equipe Dinheiro Novo

 

#DinheiroNovo

#EconomicaInteligente

#Empreendedorismo

#EstratégiadeInvestimento