Milhas = Dinheiro!?

Publicado em 26 de agosto de 2018.

Olá,

 

Nós do DINHEIRO NOVO estamos sempre buscando alternativas para maximizar a renda sem prejudicar sua qualidade de vida. Seguindo esse conceito, acreditamos que uma das formas mais presentes no nosso cotidiano de gerar dinheiro extra, mas que são negligenciadas por muitos, é através dos pontos obtidos em programas de fidelidade.

 

Ao se pensar nos programas de fidelidade, imediatamente vem à mente os de milhas aéreas, administrados pelas companhias. Como principais casos no Brasil, temos: Multiplus (LATAM), Smiles (GOL), TudoAzul (Azul) e Amigo (Avianca).

[ Existem, além destes, programas das companhias aéreas estrangeiras, mas devido à liquidez e à quantidade de milhas necessárias para resgate, nosso foco será nos nacionais. ]

 

Além disso, temos programas desenvolvidos pelos bancos, como o Livelo (Bradesco e Banco do Brasil) e Esfera (Santander), que permitem a transferência de pontos para parceiros aéreos e não aéreos. Esses programas tem maior flexibilidade, pois seus pontos podem ser usados no parceiro que faz mais sentido no momento do resgate.

 

A principal forma de acúmulo de pontos nesses programas é:

1)   Companhias aéreas: através de voos, próprios ou operados por parceiros. Os pontos acumulados dependem de regras como valor da passagem, milhas percorridas e classe utilizada.

2)   Bancos: gastos efetuados nos cartões (principalmente de crédito). Os pontos acumulados dependem da bandeira, da categoria do cartão e da cotação do dólar.

 

Porém, existem formas alternativas de acúmulo, muitas vezes não conhecidas. Como exemplo:

- Netshoes: a Netshoes é a maior loja de e-commerce esportivo do Brasil. Nela, é possível ganhar 2 pontos Multiplus para cada real gasto. Você já comprou algum produto lá? Você incluiu seu número de fidelidade para pontuar?

- Booking: um dos maiores sites de reserva de hotel do mundo, para cada dólar gasto você pode receber 4 pontos no programa Multiplus ou TudoAzul. E se aquela pousada no final de semana com seu parceiro lhe rendesse dinheiro? Seria ótimo, não é?

 

O mais interessante é que esses pontos são obtidos adicionalmente ao do cartão de crédito que você usa para o pagamento, ou seja, você ganha duas vezes. Além disso, existem momentos do ano em que os pontos acumulados são dobrados ou triplicados. Talvez seja justamente naquele momento em que você irá consumir o serviço.

Existem diversas outras fontes alternativas de pontos, mas deixaremos esses pontos para um outro momento. Queremos chamar a atenção sobre o mundo que existe bem na frente dos seus olhos.

 

Se você participa dos programas e tem o costume de acompanhar o seu saldo, deve ter percebido que está bem mais difícil acumular pontos. Afinal, as companhias aéreas periodicamente alteram as regras para acúmulo de milhas em voos realizados, e o valor elevado do dólar tem reduzido o número de pontos acumulados para uma mesma fatura em reais.

 

Já em termos de resgate, o que vem à cabeça como recompensa é a emissão de passagens aéreas. Mas devido aos motivos citados acima, há maior dificuldade para conseguir fazer uma viagem que você queira usando exclusivamente pontos. Por isso, muitas pessoas acabam deixando seus pontos expirarem, por pensar que não é possível acumular o que é desejado a tempo.

O objetivo da mentalidade DINHEIRO NOVO é torna-lo mais ciente de como aproveitar melhor esses benefícios. Afinal, você paga por eles.

 

Já falamos que devemos tratar os pontos de fidelidade como dinheiro, mas a diferença principal entre eles é: OS PONTOS TÊM VALIDADE. Portanto, você deve ficar atento para não serem desperdiçados.

 

Para encerrar essa coluna, deixo aqui duas provocações.

- Você tem carro? Já pensou em abastecê-lo sem dispêndio de recursos, apenas com DINHEIRO NOVO?

- Seu saldo de milhas em companhias aéreas é pequeno para voar para o destino que você quer? O que acha de transformá-las em DINHEIRO NOVO para fazer a viagem do seu interesse?

 

Abraços,

 

Equipe DINHEIRO NOVO

 

#DinheiroNovo

#EconomiaInteligente